Sampaio pega o Ríver para confirmar participação na Copa do Nordeste 2019

Resultado de imagem para sampaio e ríverO Sampaio Corrêa vai com força máxima para a partida contra o Ríver na Pré-Copa do Nordeste 2019, nesta quarta-feira (25), às 19h15 no Castelão. No primeiro jogo, em Teresina, vencia a partida por 2 a 0 até os 32 minutos do segundo tempo e tomou o empate.

Diferente do primeiro confronto, o técnico da Bolívia Querida, Francisco Diá, lança o que de melhor tem no clube, a ordem é fazer o resultado e visar o passaporte para o ano que vem.

“Em casa a história vai ser diferente. No primeiro jogo os atletas sentiram bastante o desgaste da quantidade de jogos e esse jogo pode ter algumas estreias como o Alvinho que chegou, o próprio Esquerdinha (ex-Altos), vamos ver”, disse Diá.

O jogo entre Sampaio Corrêa e River será hoje (25). Uma das equipes garantirá vaga na fase de grupos da Copa do Nordeste e injeção financeira de mais R$ 410 mil de cotas de participação.

Acompanhe na Rádio Educadora AM, 560 Khz, a partir das 19h, com a equipe de esportes mais ouvida do rádio maranhense!

Neto Evangelista enquadra Wellington do Curso na Assembleia

Resultado de imagem para neto evangelista na assembleiaO clima ficou tenso na sessão da Assembleia Legilastiva nesta quarta-feira (25), após um comentário, no mínimo inapropriado em Tribuna, feito pelo deputado Wellington do Curso (PSDB) ao citar a vida política do saudoso parlamentar João Evangelista. O que irritou o filho (Neto Evangelista).

Neto Evangelista (DEM) subiu à Tribuna e disparou contra Wellington do Curso: “Deputado Wellington do Curso, olhe bem aqui para mim. Eu não sei a história de V. Exa. e não quero saber, mas eu vou lhe contar um pouco da minha história. Primeiro, aprenda como cidadão a não tocar em nome de pai morto, a primeira coisa que V. Exa. deve fazer. Vossa Excelência não tinha meu respeito como parlamentar, Vossa Excelência não tem o meu respeito hoje como gente. V. Ex.ª não conhece a história de meu pai. V. Ex.ª não conhece a minha história”.

Após o enquadramento ao oposicionista, o deputado Neto Evangelista deferiu uma reprimenda forte e direta, deixando o plenário da ALEMA silenciado, e o autor do infeliz comentário sem a condição de replicar ou ainda, balbuciar alguma resposta.

(…) Então, quando for pensar em citar o nome de meu pai nesta tribuna, pense sempre duas vezes, seja para falar mal, seja para falar bem. Como filho, na minha frente, eu não dou o direito de V. Ex.ª tocar no nome de meu pai. Tome tenência, deputado, asseverou.

João Evangelista foi deputado estadual (1995–2010), vereador de São Luís e presidente da Assembleia Legislativa (2005–2009). Acometido de um apatologia crônica resistiu o quanto pôde e após vários meses internado no Hospital São Domingos faleceu em maio 2010.

 

Rubens Júnior esclarece gastos no exercício do mandato

Resultado de imagem para rubens junior em coletiva a imprensaO deputado federal Rubens Pereira Júnior (PCdoB) utilizou as redes sociais para prestar esclarecimentos sobre os gastos praticados no execício do mandanto na Câmara Federal. O palramentar também ocupou durante uma ano a Coordenação da Bancada Maranhense.

“Nunca utilizamos verba indenizatória para custear alimentação, segurança privada ou aluguel de veículos – que seriam gastos supérfluos, mesmo com previsão legal. Todos os gastos são em prol do mandato e do Maranhão”, disse o deputado.

Na função de coordenador da Bancada, Rubens Júnior diz ter  priorizado gastos com divulgação, pois acredita que a comunicação pode ajudar a combater a crise de legitimidade existente nos dias atuais.

“Com gastos legais e transparentes, utilizamos de uma estratégia diversificada, distribuindo os conteúdos do mandato em diversos meios. Ou seja, é uma forma de nos aproximarmos ainda mais do povo, alinhando o mandato às suas demandas, praticamente em tempo real”, complementou.

Ainda sobre as despesas com o mandato, o parlamentar é categórico a dizer que todos são lícitos, conforme consta no portal da Câmara. “É são justificados pela produtividade e transparência. Temos indiscutivelmente a maior atuação legislativa entre todos os parlamentares do Maranhão”, finalizou.

 

Cleber Verde tenta a aprovação de três projetos na Câmara Alta

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e ternoTrês projetos de autoria do deputado Cleber Verde (PRB-MA), serão apreciados na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (25).

Na Comissão de Meio Ambiente será votado o Projeto de Decreto Legislativo que susta o Capitulo II da Instrução Normativa Interministerial, dos ministérios da Pesca e Aquicultura e Meio Ambiente que exige a emissão de guia de transito de peixes com fins ornamentais, emitida pelo IBAMA para transporte de peixes com essa finalidade. O Relator desse projeto é o deputado Daniel Coelho (PPS-PE).

Na Comissão de Financias e Tributação, será apreciado o Projeto de Lei que acrescenta ao Art. 136 da Lei 6.404, de 15 de dezembro de 1976 – Lei das Sociedades Anônimas, o Inciso XI e o parágrafo 5º para estabelecer a obrigatoriedade da participação das assembleias de acionistas no conhecimento prévio das chamadas operações com partes relacionadas e nas operações que envolvam conflitos de interesses da companhia. A relatoria desse projeto será do deputado, Lindomar Garson (PRB-RO).

Também será votado nesta quarta-feira o Projeto de Lei Nº 3.154/15 que dispõe sobre vigilante nos estacionamentos de estabelecimentos comerciais.
O projeto será votado na Comissão de Segurança Publica e Combate ao Crime Organizado e será relatado pelo deputado, Lincoln Portela (PR-MG).

Denúncia contra a senadora Gleisi Hoffmann vai parar nas mãos de João Alberto

Resultado de imagem para joão alberto no conselho de ética do senadoO senador José Medeiros (Pode-MT) apresentou nesta terça-feira (24) uma representação no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado contra a senadora Gleisi Hoffmann, após a parlamentar conceder uma entrevista na TV Al Jazeera. O pedido para investigar a possível quebra de decoro da petista foi recebido pelo presidente do colegiado, senador João Alberto Souza (MDB-MA), que o encaminhou à Advocacia do Senado para uma análise prévia.

Ao apresentar a petição, José Medeiros alega que Gleisi Hoffmann fez um chamamento a “grupos estrangeiros” para virem ao Brasil após a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo Medeiros, a senadora estaria incitando o ódio e tentando incendiar o país.

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado durante debate se a CPI da Petrobras será exclusiva ou ampla. Na foto, a senadora Gleisi Hoffmann (Valter Campanato/Agência Brasil)Na semana passada, a entrevista da parlamentar à emissora árabe repercutiu também no plenário do Senado. Após ouvir críticas da senadora Ana Amélia (PP-RS) por, segundo ela, prejudicar a imagem do Judiciário brasileiro, Gleisi afirmou que a entrevista foi concedida com o mesmo intuito a outros veículos internacionais: o de chamar atenção para a prisão de Lula. Para Gleisi, o “incômodo” com a Al Jazeera só pode ser reputado à “ignorância e xenofobia” com o povo árabe.

A depender do parecer dos advogados do Senado, o presidente do conselho João Alberto pode optar por reconhecer a denúncia contra a senadora, dando início ao processo, ou arquivá-la de ofício.

Professor Marco Aurélio rebate críticas ao governador Flávio Dino

Deputado Professor Marco Aurélio repudia ataques ao governador Flávio DinoEm pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado Professor Marco Aurélio (PCdoB) elogiou o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Governo do Estado na área da segurança pública. Ele também repudiou os ataques que Flávio Dino vem sofrendo de adversários políticos, por conta de um suposto documento da Polícia Militar, com procedimentos referentes às eleições desse ano.

“É um absurdo atribuir este documento ao governador Flávio Dino. Pauto, neste pronunciamento, a indignação, reforçando o trabalho que vem sendo realizado na segurança pública, nos últimos três anos e quatro meses. Nós temos um resultado mais do que satisfatório para o povo do Maranhão. É claro que toda hora vão inventar factóides e tentar macular este trabalho”.

O deputado Marco Aurélio questionou a intenção da oposição em falar em intervenção federal justamente no momento em que o governo mostra resultados positivos na segurança pública, com a  redução da violência e o fortalecimento da polícia. “É preciso termos exatamente a dimensão do que está sendo construído e termos um foco”, afirmou.

Ele acentuou, ainda, que o governo “é democrático, tem seriedade e apresenta resultados”. Disse que o objetivo das denúncias é “tentar tirar de Flávio Dino a linha permanente de agenda positiva, para tentar colocá-lo na defensiva; tentar tirar dele a força das ações e tentar emparedá-lo”.

“Mas não vão conseguir. De repente, se veem perdidos, com um governo de aprovação altíssima e, assim, será até o dia das eleições. O governador Flávio Dino não vai perder o foco, acentuou Marco Aurélio.

César Pires destaca homenagem da Câmara Federal à UEMA

César Pires destaca homenagem da Câmara Federal à UEMAO deputado César Pires (PV) destacou, em discurso na Assembleia Legislativa, a homenagem que a Câmara Federal prestou à Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) pelos 20 anos de educação à distância iniciada quando ele era reitor da instituição. Ele participou, segunda-feira (23), da sessão solene alusiva à data, proposta pelo deputado Hildo Rocha (MDB), a quem rendeu homenagens pelo reconhecimento que o parlamentar fez à instituição acadêmica.

“Em 1998, em decorrência da Lei de Diretrizes Básicas da Educação de 1996, criamos o Magistério 2001, que permitia a formação de professores do ensino fundamental para o ensino médio, habilitando esses profissionais a ministrar aulas a estudantes do ensino fundamental. Em seguida, criamos o Núcleo de Educação à Distância (NEAD), hoje transformado em UemaNet, que formava esses profissionais em nível de terceiro grau”, relatou César Pires. Hoje, a UemaNet avançou mais, chegando a oferecer vários cursos, indo até a pós-graduação.

O deputado disse que essas iniciativas foram tomadas visando dar formação aos professores para elevar a qualidade do ensino maranhense. Entende o professor e deputado que falar em educação de qualidade sem antes qualificar o corpo docente é, no mínimo, um gesto de pouca lucidez e de desconhecimento do que é educação.

César Pires lembrou ainda que a educação à distância da Uema permitiu que 40 mil professores com nível médio tivessem formação superior. “Como reitor, tive a felicidade de construir esse sonho e aprovar suas resoluções no Conselho Federal de Educação, permitindo que a Uema fosse a oitava universidade com ensino à distância do Brasil, e a primeira do Nordeste”, enfatizou.

Para César Pires, a homenagem prestada na Câmara Federal reconhece a Uema como instrumento poderoso e necessário para o desenvolvimento do Maranhão. “E em reconhecimento às ações positivas do Maranhão, também vamos comemorar os 20 anos de implantação do Núcleo de Educação à Distância da Uema, dia 24 de maio, na Assembleia Legislativa. Uma justa homenagem àquele curso, pois hoje já temos doutores entre os ex-alunos do Nead”, finalizou.

Astro publica Edital e confirma eleição na Câmara para o dia 09 de maio

A Câmara de Vereadores de São Luís, divulgou nesta terça-feira (24), o edital de convocação para a Eleição à presdência da Mesa Diretora, e confirmou a realização do pleito para o dia 09 de maio de 2018 objetivando o biênio 2019/20.

O processo eleitoral dar-se-á a partir das 9h, sendo que a inscrição de chapas deverá acontecer até 30 minutos antes.

Com isso, pôe-se fim na judicilaização da eleição no Parlamento Municipal, já que não estava havendo um entendimento entre os grupos do atual presidente, Astro de Ogum (PR) e do eventual sucessor, o vereador Osmar Filho (PDT).

Amanhã (25), Astro fará um pronunciamento, pela manhã, na Câmara, para encerrar o litígio que surgiu nos últimos dias.

 

Sousa Neto quer a instalação de duas CPI’s na ALEMA

O deputado estadual Sousa Neto (PRP) deve protocolar, nos próximos dias, dois pedidos de abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão. 

Nesta terça-feira (24), o parlamentar iniciou a coleta das assinaturas de membros da oposição e da própria base governista. Para que a CPI seja instalada é necessário que 14 dos 42 deputados maranhenses assinem os dois requerimentos, que já contam cada um, com cerca de 10 adesões.

O primeiro deles visa investigar sobre o uso indevido de assinatura eletrônica de oficial da Polícia Militar, no escândalo em que o Governo Flávio Dino ordena à Instituição que monitore os adversários políticos à Gestão Comunista, com vistas às eleições deste ano.

Já o segundo tem como objetivo esclarecer a acusação feita pelo soldado da Polícia Militar, Fernando Paiva Moraes Júnior contra o secretário Jefferson Portela, pelos supostos crimes de tortura e sequestro, com o propósito de coagi-lo a envolver um membro da Assembleia Legislativa do Maranhão em organização criminosa, em delação premiada ao Ministério Público Federal (MPF).

São dois escândalos graves na Segurança Pública, que tiveram repercussão nacional e que a sociedade espera que sejam esclarecidos. Queremos ouvir todos os citados nos dois casos; no primeiro, o Governo nega que tenha ordenado a PM a monitorar a oposição, e, segundo eles, o documento enviados aos batalhões é falso, e o que houve foi o uso indevido, não autorizado e criminoso de assinatura eletrônica. O outro caso é uma afronta ao Poder Legislativo, já que um militar que está preso, afirmou ter sido coagido a incriminar o deputado Raimundo Cutrim e mais dois delegados, no caso do contrabando. Acredito que teremos o número de assinaturas necessárias para abrir essas investigações”, destacou Sousa Neto.

Preso na Lava Jato é aliado de ex-presidente da Câmara dos Deputados

 Waldir Maranhão ex presidente  interino da Câmara (Foto: Sérgio Lima/ÉPOCA)De acordo com a Coluna Expresso – Alvo da Lava Jato ao lado de outros políticos do PP e preso pela Polícia Federal nesta terça-feira (24), o ex-deputado do PROS de Roraima Márcio Junqueira foi um dos conselheiros mais próximos de Waldir Maranhão quando o aliado assumiu a presidência da Câmara dos Deputados em maio de 2016.

Junqueira auxiliou Maranhão no episódio da decisão que anulara a sessão plenária que autorizou a abertura do processo de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff. O próprio autor revogou o ato posteriormente.

Maranhão foi do PP e hoje está filiado ao PSDB.